Rene Moreira/Estadão
Rene Moreira/Estadão

'Manifestações foram genéricas', diz Kassab no interior de São Paulo

Ministro da Cidades recebeu as reivindicações de dezenas de prefeitos neste sábado, mas não garantiu se serão atendidas

Rene Moreira, O Estado de S. Paulo

21 de março de 2015 | 17h58

O ministro das Cidades, Gilberto Kassab (PSD), esteve em Franca, no interior de São Paulo, neste sábado, 21, para um encontro com mais de 30 prefeitos da região. Antes, em entrevista, minimizou os efeitos dos protestos do último domingo, 15, ao ser indagado a respeito pelo Estado. "As manifestações foram genéricas", afirmou.

 

Para ele, as pessoas saíram às ruas reivindicar questões como o combate à corrupção. Kassab diz acreditar que a presidente Dilma Rousseff conseguirá "lidar bem com a situação".

 

Gilberto Kassab ouviu muitas reivindicações da região. O prefeito de São Joaquim da Barra (SP), Marcelo Mian (PT), falou que há 20 anos sua cidade não recebe uma moradia, por isso, os pedidos são para a área de habitação.

 

Segundo contou, a prefeitura já tem projeto aprovado no programa "Minha Casa, Minha Vida", faltando apenas assinar o contrato. "Vou pedir isso ao ministro e ver se consigo as obras". Questionado sobre o governo da presidente Dilma, de seu partido, e os protestos de domingo, ele alegou que em sua cidade participaram "apenas 120 pessoas".

 

Mian diz que, ainda assim, a situação preocupa. "O que a gente espera é uma mudança radical, mas com muita austeridade", falou em referência às críticas das ruas. O prefeito garante acreditar, porém, que a "presidente poderá reverter a situação".

 

Cortesia. As visitas de ministros à região não têm sido tão comuns e Franca não recebia um deles há dois anos. Além dos 30 municípios do Comam (Consórcio de Municípios da Alta Mogiana), que somam quase 1,5 milhão de habitantes, representantes de outras cidades também compareceram, caso da prefeita de Ribeirão Preto (SP), Darcy Vera (PSD).

 

Darcy garantiu que não foi pedir nada a Kassab. "Só se for um emprego", brincou. Segundo ela, a intenção foi apenas conhecê-lo como ministro e o seu trabalho. "É uma visita de cortesia", desconversou.

 

Pedidos. Mesmo se a prefeita fosse pedir, não há garantias de que seria atendida. Ex-prefeito de São Paulo, Kassab diz entender o trabalho dos prefeitos na busca por benefícios para os seus municípios, pois também já esteve nesta posição. "Mas são muitos os pedidos e tudo depende de projetos, análises...", justificou.

 

Ele assumiu o Ministério das Cidades em janeiro deste ano e foi questionado sobre o que fez -estando no governo federal- para ajudar São Paulo na crise da água, já que na campanha pelo Senado no ano passado foi um crítico de Geraldo Alckmin. O ministro alegou que o governador foi recebido pela presidente Dilma Rousseff e teve quase todas as suas demandas atendidas.

Tudo o que sabemos sobre:
Kassabmanifestações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.