Manifestação por cassação de ACM acaba em briga

O centro da capital baiana se transformou num campo de batalha no final da manhã de hoje, lembrando o auge da repressão do País, quando policiais militares entraram em conflito com manifestantes que pediam a cassação do senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA). Vários estudantes e sindicalistas foram presos e espancados por integrantes da tropa de choque da PM, que utilizou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar a multidão.Segundo testemunhas, a polícia resolveu atacar os manifestantes depois que eles disseram que iriam em passeata até o Edifício Stella Maris, no Bairro da Graça, onde mora o senador. Pelo menos 80 estudantes ficaram sitiados no Sindicato dos Bancários, enquanto os policiais fazem uma espécie de "varredura" pelo centro de Salvador à busca de pessoas que participaram do ato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.