Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Mangabeira Unger entrega cargo na Secretaria de Assuntos Estratégicos

Um dos ministros mais próximos do vice-presidente Michel Temer, Unger já estava isolado do governo e sua secretaria é uma das cotadas para a extinção

RACHEL GAMARSKI, GABRIELA LARA E EDUARDO RODRIGUES, O Estado de S. Paulo

14 de setembro de 2015 | 20h05

Brasília - O ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger, deixou o cargo nesta segunda-feira, 14. Unger, filiado ao PMDB, entregou a carta de demissão à presidente no dia em que mais cortes orçamentários foram anunciados e em meio a uma reforma ministerial.

Um dos ministros mais próximos do vice-presidente Michel Temer, Unger já estava isolado do governo e sua secretaria é uma das cotadas para a extinção. O anúncio da reforma ministerial deverá ser anunciado na próxima semana, mas o ministro não esperou a decisão da presidente Dilma Rousseff, que aceitou sua demissão e disse que "espera que ele possa continuar contribuindo com seus valorosos serviços como consultor do Governo Federal".

Um dos fundadores do PMDB, a demissão de Unger ocorre num momento em que Temer está na Rússia com outros ministros aliados ao partido e quando crescem rumores de que o PMDB está se distanciando cada vez mais da presidente. No fim de agosto, Mangabeira chegou a defender que o PMDB apoie o governo, mas que tenha uma candidatura própria à presidência da República. Unger é filósofo e professor da universidade norte-americana de Harvard.

Tudo o que sabemos sobre:
demissãoMangabeira Unger

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.