Mangabeira explica a Patrus declarações sobre Bolsa-Família

Ministro de Assuntos Estratégicos diz que críticas ao programa coordenado pelo colega foram mal interpretadas

Lisandra Paraguassú, de O Estado de S.Paulo

22 de janeiro de 2009 | 19h22

Depois de fazer críticas ao programa Bolsa-Família, o ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger, ligou nesta quinta-feira, 22, para seu colega Patrus Ananias, do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, e disse que havia sido mal interpretado. Patrus é o responsável pelo programa.   Mangabeira enviou a Patrus a íntegra da entrevista, concedida ao jornal O Globo, para esclarecer suas palavras. No texto, também divulgado na página da Secretaria de Assuntos Estratégicos na internet, o ministro diz que o Bolsa-Família precisa de "avanços" e que o programa de capacitação - as chamadas "portas de saída" - deveria ser focado nas pessoas "relativamente menos pobres", que teriam já mais capacidade de responder às oportunidades oferecidas.

Tudo o que sabemos sobre:
Bolsa-Família

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.