Mancha em janela atrai fiéis em Ferraz de Vasconcelos

Desde domingo, dezenas de pessoas se aglomeram em frente a uma casa simples da rua Antônio Bernardino Correia, em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. No vidro da janela do quarto da dona da casa, que pode ser visto da rua, é possível ver traços que lembram a imagem de Nossa Senhora com um véu branco na cabeça.A suposta aparição foi percebida pela família na manhã de domingo e, desde então, a notícia se espalhou pelo bairro. Há rumores, inclusive, de que caravanas do Rio de Janeiro e da Bahia cheguem ao local até o fim da semana. "Já tentei tirar a imagem com álcool e outros produtos de limpeza, mas a imagem não desaparece", disse a dona da casa Ana Maria de Jesus Rosa, de 32 anos, mãe de um menino de 8 e duas adolescentes de 13 e 15 anos. Para manter a ordem, dez guardas municipais estão de plantão no local das 6 às 22 horas. "Após esse horário, pedimos que as pessoas voltem para casa para que a família possa descansar", disse o inspetor Ismael Antônio de Moraes, da Guarda Municipal. "É preciso cautela e análises científicas para emitir opiniões, mas a princípio a igreja não condena as manifestações de fé", comentou o padre José Eduardo Ferreira, responsável pela igreja Nossa Senhora da Paz, freqüentada pela família. Na noite de ontem, o padre esteve no local e também tentou remover a imagem usando um pano com álcool. Segundo ele, o bispo Dom Paulo Mascarenhas Roxo deve visitar o local nos próximos dias e nomear uma comissão para investigar o caso. A maioria das pessoas que vai até o local, para ver a suposta imagem da santa no vidro, é movida pela curiosidade. Em clima de festa, crianças e adolescentes aproveitam para pedir aos jornalistas para serem filmados ou fotografados. Alguns, porém, se emocionam. "Deus não abandonou a gente", murmurava, entre lágrimas, a aposentada Paula do Nascimento, de 64 anos. Apesar do frio na noite de ontem, ela levou os 4 netos e a filha para tentar ver a imagem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.