Maluf tira tempo de Serra no horário eleitoral da TV

A Justiça Eleitoral determinou nesta quarta-feira a perda de 23 segundos do horário da coligação PSDB-PFL-PPS, do candidato à Prefeitura de São Paulo, José Serra, no próximo período de propaganda política de televisão, onde deverá ser exibida informação explicando que a suspensão resulta de infração à lei eleitoral. A decisão foi tomada pelo juiz auxiliar da 1ª zona eleitoral, Roberto Maia Filho, que confirmou liminar concedida ao Partido Progressista, do candidato Paulo Maluf. Cabe recurso ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP).Segundo o tribunal, no dia 18 de agosto, a coligação de Serra veiculou imagens, no no horário eleitoral exibido à noite, de consulta popular de natureza eleitoral, na qual as pessoas ouvidas eram nominalmente identificadas. De acordo com a legislação eleitoral, é vedado na propaganda eleitoral gratuita "transmitir, ainda que sob a forma de entrevista jornalística, imagens de realização de pesquisa ou qualquer outro tipo de consulta popular de natureza eleitoral em que seja possível identificar o entrevistado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.