Maluf retira reclamação no STF sobre desmembramento

O ex-prefeito de São Paulo e deputado federal eleito com o maior número de votos Paulo Maluf (PP) entrou com pedido de desistência da reclamação no Supremo Tribunal Federal (STF) que questionava decisão de desmembramento de processo, após sua diplomação, segundo o site do TSE.A defesa de Maluf havia alegado que a juíza do caso não poderia tomar qualquer decisão sobre as ações que tramitam contra Maluf, uma vez que ele foi diplomado deputado federal no dia 19 de dezembro, passando a ter assim o foro privilegiado. A presidente do STF, ministra Ellen Gracie, negou a liminar de Maluf, no dia 22 de janeiro. Na quarta-feira, a ministra atendeu ao pedido de desistência da reclamação. Maluf, que até já foi condenado definitivamente em um dos casos a repor ao Tesouro municipal o valor que teria gasto irregularmente no período em que foi prefeito de São Paulo pela última vez (1993-1996), terá foro privilegiado, ao contrário dos demais envolvidos no processo. Ele e membros de sua família respondem por crimes de lavagem de dinheiro e remessa ilegal de divisas ao exterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.