Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Maluf recorre no STJ contra condenação no caso Prodam

Ex-prefeito de SP foi condenado porque contratou funcionários sem realizar concurso público

PAULO R. ZULINO, Agencia Estado

25 de fevereiro de 2008 | 14h38

O deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) apresentou recurso especial no Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra a decisão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) que o condenou pela contratação de funcionários, na época em que era prefeito de São Paulo, sem a realização de concurso público. Ainda não há previsão de data para o julgamento. Além de Maluf, também é réu José Roberto Faria Lima, que era o diretor-presidente da Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Município de São Paulo (Prodam) na época das contratações, realizadas por meio da empresa.Figuram ainda como réus no processo Celso Pitta, ex-secretário municipal de Finanças, João Baptista Morello Neto, ex-secretário de Administração, e Reynaldo Emídio de Barros, ex-secretário de Vias Públicas. Eles foram considerados responsáveis pelas contratações impugnadas, na medida em que requisitaram ou aceitaram os servidores contratados nas suas respectivas secretarias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.