Maluf promete relacionamento ?nota 10? com Alckmin e Lula

O candidato do PP à Prefeitura de São Paulo, Paulo Maluf, disse hoje que manterá um relacionamento "nota 10" com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), se eleito. "Depois da eleição não temos que competir", afirmou, após defender a participação da Prefeitura na gestão da Sabesp. A empresa é objeto de disputa entre Alckmin e a prefeita Marta Suplicy (PT).Maluf visitou a sede da Sociedade Amigos da Vila Constança, na zona norte. Em discurso para cerca de 200 pessoas, prometeu criar um Plano de Assistência à Educação, nos moldes do PAS, na área da Saúde, mas não deu detalhes do projeto. "Em 15 dias vamos apresentar o programa", disse.O ex-prefeito ainda confirmou presença no debate a ser realizado dia 30 de agosto na TV Record, mas mostrou irritação sobre a mudança de data - o evento havia sido marcado para o dia 23 - e insinuou que a emissora estaria favorecendo José Serra (PSDB) e Marta Suplicy (PT)."Os compromissos têm de ser mantidos, só isso. Eu participo de qualquer debate. Se chamam os candidatos, fazem um acordo, é tal dia, depois diz ?olha, nós resolvemos porque os outros candidatos pediram para mudar para o dia 30?. Se os outros candidatos estão com medo, que não participem do dia 23, mas então façam dois debates."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.