Maluf promete a transportadoras que vai rever rodízio

O candidato do PP à Prefeitura, Paulo Maluf, disse que pretende rever o rodízio municipal de veículos, atendendo a apelos do Sindicato das Empresas de Transporte de Carga de São Paulo e Região. Em palestra na sede da Sindicato das Empresas de Transporte de Carga de São Paulo e Região (Setcesp), o candidato prometeu ainda tentar criar um regime fiscal único para a região metropolitana de São Paulo, na tentativa de evitar a guerra fiscal entre as cidades vizinhas. "O rodízio não será revisto, ele terá de ser adaptado de acordo com as necessidades da cidade. Por exemplo, muita coisa pode ser entregue de noite, aliviando o trânsito de dia", afirmou. Ele comprometeu-se também a rever as restrições para a circulação de veículos utilitários. A região metropolitana com regime fiscal unificado deve valer, segundo ele, pelo menos na determinação das alíquotas de Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS). "É possível negociar isso com os prefeitos das cidades da região e com o Congresso", disse. Ele declarou que, se eleito, vai utilizar a Guarda Civil Metropolitana (GCM) para ajudar no combate ao roubo de cargas. E repetiu que pretende ampliar de 6 mil para 10 mil o contingente da GCM.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.