Maluf não se preocupa com pesquisas e ataca Serra

O candidato do PP à Prefeitura de São Paulo, Paulo Maluf, foi questionado, durante entrevista no auditório do jornal O Estado de S. Paulo, sobre as oscilações nas pesquisa eleitorais de campanhas anteriores e quanto à possível extinção do ´malufismo´. Ele afirmou que se preocupa com as pesquisas, mas garantiu que se a única preocupação fosse esta, não faria campanha. "Eu estou mais do que otimista porque eu tenho consciência que a cidade não permite uma aventura de alguém que não conhece a cidade como (José) Serra. Tanto não conhece a cidade que no programa de televisão dele ele mente. Ele mentiu no programa da semana passada dizendo que construiu a estação do Metrô do Tatuapé", disse o candidato do PP, ressaltando que foi ele quem construiu aquela estação.Maluf criticou o candidato do PSDB, afirmando que ele assumiu a responsabilidade por hospitais que não foram construídos por ele. "Ele põe 10 ou 12 hospitais na televisão como sendo obras dele, são obra do Covas, do seu partido, mas não dele", reiterou.O candidato do PP afirmou que pode ganhar ou perder a eleição, mas que tem consciência de que se perder, é porque não conseguiu transmitir para a população seus objetivos para a cidade de São Paulo. "O erro de comunicação foi meu. Não é da população que não votou em mim".?Serra escolheu Kassab para vice para usar tempo do PFL?O ex-prefeito aproveitou para dizer José Serra fica bravo quando é lembrado que ficou em quarto lugar na eleição para a Prefeitura de São Paulo, em 1996. "Em primeiro lugar, ficou o Pitta, em segundo a Erundina, em terceiro brancos e nulos e em quarto o Serra. Ele foi o sujeito que mais criticou o Pitta e agora tem de explicar porque foi buscar o braço direito do Celso Pitta, que era o Gilberto Kassab, para ser seu vice. Eu respondo...ele quis o tempo do PFL". Para Maluf, as campanhas eleitorais estão se tornando disputas de recursos e não debates das idéias.Certeza de ir para o segundo turnoO candidato Paulo Maluf não admite a possibilidade de não disputar o segundo turno da eleição para a Prefeitura de São Paulo. Indagado sobre pesquisa do Datafolha indicando que, caso ele não fosse para o segundo turno, os 73% dos eleitores malufistas migrariam para o candidato José Serra, o ex-prefeito foi categórico: "o conselho que eu dou para eles é votem no Maluf, levem o Maluf para o segundo turno. Assim, vocês (os eleitores) não precisam ter segunda opção". "Eu não admito que não vou chegar ao segundo turno. Eleição você perde ou ganha no dia", profetizou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.