Maluf: educação na gestão Alckmin foi pior que no Piauí

O candidato a prefeito da capital paulista Paulo Maluf (PP) atacou o ex-governador e candidato tucano Geraldo Alckmin dizendo que a educação na sua gestão foi pior que a do Piauí, durante o debate realizado esta noite pela Rede Bandeirantes. "Porque a progressão continuada que você instalou é passar o aluno por decreto", disse. Alckmin rebateu dizendo que a progressão foi adotada pelo PT, pelo secretário da então prefeita Luiza Erundina (PSB), o educador Paulo Freire. "E depois foi eleito o Paulo Maluf. Por que não acabou com a progressão continuada? Não entendi", defendeu-se. "Tem de dar reforço para o aluno, o rico não tem essa cultura da repetência, do fracasso. O dever do Estado não é punir. Se ela falta, é reprovada todo ano. Se ela não falta, por que não aprende então? O Estado tem de dar a mão para criança. Precisamos investir no ensino infantil, não tem vaga na creche. Nas creches, existem 50 mil na fila de espera", disse Alckmin. Maluf disse que o tucano "não conhece a Prefeitura". "No meu governo, não houve progressão continuada. Não fala que foi bom. Se o time foi bom, apanha e ganha de 5 a 0. Porque o seu governo foi a pior educação do Brasil, esse é o problema. Fazer garoto passar por decreto, quando ele chega no 4ª série, não sabe ler nem escrever. Não colocarei a progressão continuada, todo ano tem de fazer exame. Se passar ótimo, senão vai ter que aprender", afirmou.Alckmin disse que São Paulo não é pior na educação, que está muito longe disso, acima da média. "Acho que o candidato Paulo Maluf está desatualizado. Último Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), fizemos a USP (Universidade de São Paulo) leste pela primeira vez quase 50% são de escola pública, sem cota, por mérito. Pretendo criar a creche e a Emei, ensino infantil. A criança entra no primeiro ano sabendo ler e escrever. Vou fazer isso", prometeu o ex-governador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.