Epitácio Pessoa/AE
Epitácio Pessoa/AE

Maluf e Haddad evocam aliança federal para justificar coligação

Com a presença de Lula, PP formaliza apoio à pré-candidatura do PT em São Paulo; parceria vai render 1min35s na propaganda eleitoral na TV

Bruno Boghossian, do estadão.com.br

18 Junho 2012 | 14h06

Ao selar o apoio do PP ao PT na eleição para a Prefeitura de São Paulo, o deputado Paulo Maluf (PP) evocou a participação de sua sigla no governo federal como justificativa para a coligação. Maluf se reuniu nesta segunda-feira, 18, em sua casa com o pré-candidato petista, Fernando Haddad, e com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que participou das articulações para a aliança.

 

"Quem tem as melhores condições de resolver os problemas (da cidade) é um candidato que tenha parceria com o governo federal, com a presidente Dilma (Rousseff) e com o (ex-)presidente Lula", disse Maluf. "Política é como futebol: quem é palmeirense não gosta do Corinthians, quem é corintiano não gosta do Palmeiras. E tem gente que pode não gostar de mim."

 

Haddad, Maluf e Lula posaram para fotos diante da casa do deputado pepista. O pré-candidato do PT disse que a aliança com Maluf é um reflexo da união dos dois partidos na base do governo federal. Haddad ressaltou que o acordo é partidário, e não pessoal com Maluf. "Eu não gosto, na política, de fulanizar o debate", afirmou. "Se há hoje uma proposta de governo pra transformar a cidade de São Paulo, eu não vejo por quê não contar com os partidos da base do goverrno Dilma." O apoio do PP vai render ao petista mais 1min35s na propaganda eleitoral de TV.

 

O PP negociava uma aliança com o PSDB do pré-candidato José Serra, mas recuou depois que o governador Geraldo Alckmin se recusou a ceder espaço à sigla de Maluf em seu secretariado. Na última sexta-feira, o presidente do PP paulista conseguiu emplacar um aliado em uma secretaria do Ministério das Cidades, controlado pela pasta.

Mais conteúdo sobre:
eleições 2012malufhaddadptpp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.