Maluf é condenado a indenizar Alckmin em R$ 10 mil

STJ nega recurso apresentado pela defesa de Maluf e político terá que pagar indenização por danos morais

Da Redação,

16 de maio de 2008 | 09h02

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou na última quinta-feira recurso apresentado pela defesa de Paulo Salim Maluf que tentava reformar a decisão que o condenou ao pagamento de R$ 10 mil por danos morais a Geraldo Alckmin.   Em reportagens publicadas nos dias 23 de abril e 23 de maio de 2002, no jornal O Estado de S. Paulo, Maluf teria declarado que "Alckmin mostraria ser o melhor dos alunos de seu professor predileto: o ladrão de casaca". Na época, Alckmin ocupava o cargo de governador de São Paulo.   A decisão do ministro João Otávio de Noronha é individual e dela ainda cabe recurso.

Tudo o que sabemos sobre:
MalufAlckminSTJ

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.