Maluf depõe hoje na CPI da Dívida na Câmara

O ex-prefeito Paulo Maluf (PPB) vai prestar depoimento hoje, às 13 horas, na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Dívida Pública, na Câmara Municipal. Os vereadores querem saber o motivo para os débitos da Prefeitura terem aumentado em 114% nos quatro anos da gestão do pepebista, passando para R$ 9,51 bilhões. Um dos principais motivos constatados pela vereadora Anna Martins (PC do B), presidente da CPI, para tal crescimento foi a emissão exagerada de Letras Financeiras do Tesouro Municipal. Também foram prejudiciais aos cofres o cancelamento de repasses do Sistema Único de Saúde (SUS) e a política de juros do governo federal. Os parlamentares investigam ainda o destino de parte do dinheiro obtido com os títulos. Do total arrecadado (R$ 1,5 bilhão), apenas R$ 309 milhões teriam sido usados para pagar precatórios. Iprem - Quatro ex-conselheiros do Instituto de Previdência Municipal (Iprem) defenderam os empréstimos realizados para a Prefeitura em 1996. Os recursos, que totalizaram R$ 50 milhões, causaram prejuízo ao Iprem, segundo a CPI. A dívida atual da Prefeitura com o instituto é de R$ 1 bilhão. Pelo menos a metade desse débito foi fruto dos empréstimos feitos nas administrações de Maluf e Celso Pitta (PTN).Mais informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.