André Dusek|Estadão
André Dusek|Estadão

Após declarar voto a favor do impeachment, Paulo Maluf compara Dilma à Virgem Maria

Deputado do PP evitou verbalizar posição em relação ao impedimento da presidente neste domingo e rasgou elogios a Lula

Ricardo Galhardo e Daiene Cardoso, O Estado de S. Paulo

17 de abril de 2016 | 15h28

BRASÍLIA - Ao chegar à Câmara para a votação do impeachment, o deputado Paulo Maluf (PP-SP) comparou a presidente Dilma Rousseff à Virgem Maria e disse que não existe motivo jurídico para o afastamento da petista. Segundo Maluf, no entanto, o Brasil precisa de uma mudança.

"Dilma é uma mulher honesta, correta, uma Virgem Maria que foi contratada para ser cozinheira em um ambiente menos honesto", disse o deputado. "Para a presidente, não tem nenhuma questão jurídica. Mas acho que o Brasil precisa de mudança", completou o deputado, que se encontrou com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva neste domingo.

Maluf tem declarado que vai votar a favor do impeachment, mas evitou verbalizar sua posição neste domingo. "Você lê os jornais?", perguntou ele a um repórter que indagou qual seria seu voto. Ao Placar do Impeachment do Estadão, Maluf se declarou favorável ao afastamento da presidente.

O deputado também rasgou elogios ao ex-presidente Lula, a quem chamou de "grande estadista" e colocou, ao lado do Juscelino Kubitschek, entre os maiores presidentes da história do País.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.