Maluf comemora 73 anos fazendo campanha

Uma festa-surpresa com bolo e velinhas, presentes e ?parabéns a você? cantado por 400 pessoas esperava Paulo Maluf (PP) hoje em seu compromisso de campanha na Vila Prudente, na Zona Leste, dia em que o candidato completou 73 anos de idade. Para ele, foi um sinal de vitória, já que a data do aniversário coincidiu com o dia que marcou um mês exato para o primeiro turno das eleições municipais. Em vez da nova idade, as velinhas marcavam ?11?, número de campanha.Como todo aniversariante, Maluf, já recuperado da dor de garganta que o deixou afônico nos últimos dias, fez um discurso ? só que o dele serviu para atacar os adversários Marta Suplicy e José Serra.?Um foi ministro da saúde e o Brasil está na UTI. E ela não fez nada e agora promete o CEU para quem está no inferno da saúde há três anos e meio?, disparou. Depois, prometendo criar mais empregos na Cidade, disse que o PSDB, durante 8 anos, ?aumentou os desempregados de 3 milhões para 10 milhões?.?O PSDB fez um exército de famintos?, acusou, ?e o PT, em vez de acabar com os famintos, está dando esmola?, disse, em referência ao programa Fome Zero, do governo federal. ?É evidente que o Fome Zero é uma esmola?, afirmou. Mas ele elevou a voz quando perguntado se o Leve Leite também não era. ?Não, o Leve Leite exige que a criança vá para a escola, é um prêmio?, desconversou.Entre garfadas de bolo coberto com chantili e recheado de doce de leite e ameixas, o ex-prefeito foi muito assediado por lideranças comunitárias do Círculo de Comerciantes Cristãos da Vila Prudente, onde foi a festa. Vereadores, ex-parlamentares e candidatos foram abraçar Maluf. Mas o presente que ele queria ganhar é outro, é claro: a vitória nas urnas. ?Eu tenho certeza, esse povo vai me dar (a vitória). Deus, comigo, foi misericordioso, me deu mais do que mereço?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.