Malta: Nascimento volta ao Senado para 'defender honra'

Com a carta de demissão do ministro dos Transportes em mãos, o líder do PR, Magno Malta (ES), anunciou nesta tarde que Alfredo Nascimento (PR-AM) vai reassumir o mandato no Senado para "defender sua honra". Ele adiantou que o partido não discutirá um novo nome para o ministério de forma precipitada. "(A escolha) não será de forma ofegante e atabalhoada, não vamos colocar qualquer um a qualquer preço."

ANDREA JUBÉ VIANNA, Agência Estado

06 de julho de 2011 | 18h58

Com a volta de Nascimento ao Senado, o PR passa a ser a quarta maior bancada da Casa, com sete senadores, ficando atrás do PMDB, PT e PSDB. Além do ex-ministro e de Malta, integram a bancada do PR no Senado Blairo Maggi (MT), Antonio Russo (MS), Clésio Andrade (MG) e Vicentinho Alves (TO). O PT perde um senador - João Pedro (AM) -, que era suplente de Nascimento, e passa a contar com 13 titulares.

Segundo Malta, a bancada de senadores do PR aguardará um segundo convite da presidente Dilma Rousseff e das ministras da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, para comparecer ao Planalto a fim de discutir a sucessão de Nascimento. Ele acrescentou que o PR continuará fiel à base aliada do governo, independentemente de continuar no comando da pasta dos Transportes. "O PR é da base do governo desde o início do governo Lula e vai continuar no governo Dilma."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.