Malan volta a negar candidatura

O ministro da Fazenda, Pedro Malan, voltou a negar que seja candidato à Presidência da República nas eleições de 2002. "Tenham a santa paciência, eu vou dizer pela última vez: não serei candidato", disse. Questionado sobre se o governo Fernando Henrique Cardoso teria dificuldades em eleger seu candidato, diante de eventual agravamento da situação econômica, Malan disse que o Brasil vem registrando e vai continuar mostrando taxas de crescimento expressivas, duradouras e não inflacionárias. Para Malan, "isso significa que o presidente Fernando Henrique Cardoso terá influência maior no encaminhamento da sucessão."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.