Malan só vai à CPI do Banespa se Ciro também comparecer

O ministro da Fazenda, Pedro Malan, pediu informações à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Banespa para preparar os esclarecimentos que deverá prestar na próxima terça-feira. Malan, entretanto, só vai atender ao convite da CPI instalada na Câmara se também prestar esclarecimentos o ex-ministro da Fazenda e candidato do PPS à presidência da República, Ciro Gomes. Ele comandava o ministério quando foi decretada intervenção no Banespa. Na última sessão da CPI, realizada terça-feira, era esperada a presença de Ciro, porém ele, pela segunda vez, não compareceu, alegando ter assumido anteriormente outros compromissos para a mesma data e horário. Depois de ouvir Malan e Ciro, a CPI deverá discutir o relatório final, a ser elaborado pelo deputado Robson Tuma (PFL-SP), e votá-lo até 13 de junho. As investigações da CPI envolvem, ao todo, 1.200 pessoas físicas e jurídicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.