Malan reconhece falha do governo em apagão

O ministro da Fazenda, Pedro Malan, admitiu que o governo falhou, ao demorar para agir na questão energética. "Houve uma falha de coordenação, de comunicação das áreas do governo", admitiu. Malan afirmou, no entanto, que o governo vai tomar medidas para solucionar o que ele chamou de ?desequilíbrio entre oferta e demanda? de energia. "O governo está comprometido com a solução desse problema, não só em seu aspecto conjuntural mas também no longo prazo. Nós vamos resolver essa questão de alguma maneira", garantiu. O ministro participou da cerimônia de posse do novo presidente do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças, Reynaldo Villardo Aloy.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.