Malan nega declarações de Andrade Vieira

O ministro da Fazenda, Pedro Malan, afirmou hoje, durante seu depoimento na CPI do Proer, que não foi a Londres em 1996 para negociar o aumento da participação acionária do banco HSBC no Banco Bamerindus. "Não fiz isso. Seria ridículo prestar o papel de garoto de recado. Estava em uma visita oficial a Londres e combinei com o senador (Andrade Vieira) que conversaria com o banco, se eles quisessem", disse Malan. O ex-controlador do Bamerindus e ex-ministro Andrade Vieira, havia declarado, em seu depoimento à CPI do Proer, que Malan teria ido a Londres para negociar a venda do Bamerindus para o HSBC.Malan esclareceu que teve a reunião com os diretores do HSBC, em Londres, e que eles prometeram analisar a possibilidade de aumentar sua participação acionária no Bamerindus. "Foi isso que transmiti ao senador", disse Malan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.