Malan leva denúncia de Suplicy ao MP

O ministro da Fazenda, Pedro Malan, encaminhou ao procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, uma carta que lhe foi entregue pelo senador Eduardo Suplicy (PT). Na carta, o senador afirma que uma figura do mercado financeiro lhe relatou ter descoberto como alguns bancos haviam realizado pagamentos mensais - propinas -, ao longo de 1998, para pessoas do Banco Central.O objetivo desses pagamentos, segundo a carta, era o de obter, em troca, informações que teriam possibilitado operações altamente lucrativas para essas instituições. O senador informa que solicitará a essa pessoa que escreva uma carta dirigida a ele, Suplicy, relatando todos os fatos, inclusive os nomes de instituições e pessoas que possam colaborar em uma investigação. Suplicy informa que pedirá, caso seja garantida a integridade da testemunha, que ela se identifique.De posse da carta, o ministro Malan pediu ao procurador-geral da República providências "eventualmente cabíveis". De acordo com Malan, tão logo o relato da testemunha seja entregue, o documento será enviado ao procurador-geral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.