Malan "deveria se candidatar", diz Paulo Renato

O ministro da Educação, Paulo Renato Souza, afirmou que o ministro da Fazenda, Pedro Malan, seria bem-vindo ao PSDB. Ele relatou já ter dito a Malan que o ministro deveria se filiar ao PSDB "para se candidatar a alguma coisa". "O Pedro tem uma importância grande na vida pública. Deveria se candidatar", afirmou Paulo Renato ao deixar o Ministério da Fazenda, onde foi recebido por Malan. Disse que o cargo ao qual Malan poderia se candidatar não depende só do ministro da Fazenda, mas também do partido. Ele relatou que, na conversa de hoje com Malan, trataram da execução orçamentária para o Ministério da Educação no segundo semestre. Paulo Renato disse que apresentou pleitos a Malan, a quem observou que existem ainda emendas a serem liberadas, e que universidades brasileiras estão necessitando de créditos para compra de equipamentos. Paulo Renato - um dos nomes mencionados como alternativa de candidatura presidencial do PSDB - disse que ainda não está definido qual o cargo eletivo a que concorrerá nas eleições de 2002, e que isso dependerá do partido. Ontem, o ministro Pedro Malan negou que tenha se filiado ao PSDB. Na semana passada, outro presidenciável - o ministro da Saúde, José Serra - esteve com o ministro da Fazenda. Na ocasião, Serra disse, após o encontro, que havia conversado com Malan sobre economia e elogiou a condução da política econômica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.