Malan critica correção da tabela do IR

O ministro da Fazenda, Pedro Malan, disse ser contra o projeto que corrige a tabela do Imposto de Renda. (A tabela está sem qualquer correção há seis anos.) Segundo ele, esta proposta é corporativista e não beneficia nem os pobres, nem a classe média. O ministro ponderou que o Brasil é um dos países que mais isentam sua população do pagamento do Imposto de Renda.De acordo com ele, a renda per cápita mensal média do brasileiro é de R$ 560, e só são tributados aqueles que ganham acima de R$ 900. Isso faz com que apenas 8% da população economicamente ativa paguem o IR.Malan ponderou, ainda, que a correção traria de volta pressões para que outros contratos fossem indexados. De acordo com o ministro da Fazenda, os primeiros anos do real foram de enfrentamento da indexação generalizada da economia, que mantinha a inflação em alta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.