Malafaia convoca fiéis para protesto do dia 15

Pastor e aliado de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) critica o procurador-geral da República Rodrigo Janot e chama população para manifestação de domingo

Daniel Carvalho, O Estado de S. Paulo

11 de março de 2015 | 23h16

Brasília - Em um vídeo distribuído por rede social entre fiéis, o pastor e apresentador de TV Silas Malafaia critica a Procuradoria-Geral da República e convoca a população para as manifestações pró-impeachment da presidente Dilma Rousseff programadas para domingo, 15, em todo o País.

"Vamos todo mundo para a rua neste domingo", diz no vídeo de 42 segundos, o presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo. "Vamos protestar". Malafaia é aliado do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e trabalhou por sua eleição para o comando da Casa. 

Cunha é desafeto do Palácio do Planalto e acusa a PGR de ter agido politicamente com o governo para incluí-lo na lista de pedidos de investigação entregue pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao STF (Supremo Tribunal Federal) por suposto envolvimento no esquema de corrupção da Petrobrás.

"Olha a vergonha: uma lista de um procurador que isenta todo mundo do Poder Executivo. Quer dar um atestado de idiota ao povo brasileiro", afirma o pastor.

"Queremos a justiça, toda essa quadrilha, seja do Executivo, do Legislativo, toda essa raça na cadeia. Vamos para rua protestar, que é um direito nosso", afirma Malafaia para encerar dizendo "Deus abençoe a todos". 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.