Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

'Major Vitor Hugo está alinhado com Bolsonaro', diz Joice Hasselmann

Deputada federal (PSL-SP) afirmou que trabalhou pela escolha do colega que inicia seu primeiro mandato como parlamentar e será líder do governo na Câmara

Camila Turtelli, O Estado de S.Paulo

15 de janeiro de 2019 | 13h34

A deputada federal eleita pelo PSL, Joice Hasselmann (SP), afirma que o colega Major Vitor Hugo (GO) está alinhado com o presidente Jair Bolsonaro e que ele deve fazer um bom trabalho defendendo as pautas de interesse do governo na Câmara. Eleito pela primeira vez para exercer o mandato de deputado federal, Vitor Hugo será o líder do governo na Casa a partir de fevereiro. O anúncio foi feito na segunda por Bolsonaro em sua conta no Twitter

"Não só concordei com a escolha, como trabalhei por ele. Eu disse ao presidente que ele fará um bom trabalho", afirmou Hasselmann ao Broadcast. Para a jornalista, a falta de experiência política de Vitor Hugo, que foi eleito pela primeira vez, não deve ser um empecilho e ele deve contar com a ajuda de colegas para driblar a questão durante as articulações. 

Sobre os motivos que levaram Bolsonaro a escolher o Vitor Hugo, Hasselmann cita que os dois têm afinidades por serem ambos militares e que a capacidade intelectual do major é algo que agrada ao presidente. 

Cientistas políticos ouvidos pelo Estado nesta terça afirmaram que a escolha pode representar um risco para o governo, já que trata-se de um nome sem experiência prévia com articulação política. 

Mestre em Operações Militares pela Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais do Exército e bacharel em Ciências Militares pela Academia Militar das Agulhas Negras, Vitor Hugo estava lotado na Consultoria Legislativa da Câmara, na área de segurança pública e defesa nacional. Ele foi aluno dos generais - e atuais ministros - Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Carlos Alberto Santos Cruz (Governo), na escola de cadetes. Também atuou como observador militar da Operação das Nações Unidas na Costa do Marfim (ONUCI) entre 2008 e 2009.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.