Mais um trabalhador rural é assassinado no Pará

Mais um trabalhador rural foi morto na Região Norte do País. De acordo com a Comissão Pastoral da Terra (CPT), Obede Loyla Souza, de 31 anos, foi morto com um tiro no ouvido no último dia 9. O corpo dele foi encontrado na cidade de Tucuruí, no Pará, considerada uma das principais áreas de exploração ilegal de madeira da região. Não há informações sobre as razões que levaram à morte de Souza, segundo a CPT. Entretanto, testemunhas disseram que no início do ano o trabalhador rural discutiu com representantes de madeireiros na região. As informações são da Agência Brasil.

AE, Agência Estado

14 de junho de 2011 | 15h03

Segundo informações obtidas pela CPT, no dia do assassinato de Souza, uma caminhonete de cor preta, com quatro pessoas, entrou no Acampamento Esperança, onde o agricultor morava. O presidente do Projeto de Assentamento Barrageira e tesoureiro da Casa Familiar Rural de Tucuruí, Francisco Evaristo, afirmou que viu o veículo e considerou o fato estranho. Assim como Souza, Evaristo é um dos ameaçados de morte em uma lista com mil nomes, segundo a CPT. O documento já foi entregue às autoridades brasileiras e também estrangeiras.

Uma onda de violência atinge a Região Norte do Brasil. No dia 24 de maio, o líder extrativista José Cláudio Ribeiro da Silva foi morto junto com sua mulher, Maria do Espírito Santo, em Nova Ipixuna, no Pará. Quatro dias depois, o agricultor Eremilton dos Santos foi assassinado a tiros na mesma região. No início deste mês foi morto o lavrador Marcos Gomes da Silva na zona rural de Eldorado dos Carajás.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.