'Mais tarde a gente vê', diz Serra sobre candidatura em 2010

Governador de SP diz que 'eleição está muito distante, mas não descarta concorre à presidência

Eugênia Lopes, do Estadão

22 de novembro de 2007 | 20h30

O governador de São Paulo, José Serra, embora afirmando que ainda falta muito tempo para a próxima eleição presidencial e que não foi eleito para ser candidato ao Palácio do Planalto, admitiu, indiretamente, que poderá vir a lançar seu nome para disputar a sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Mais tarde, a gente vê", declarou, ao responder a uma pergunta sobre o assunto na entrevista coletiva que deu nesta quinta-feira, 22.  "A eleição está muito distante. Fui eleito para ser governador de São Paulo, e não para ser candidato (à presidência). Sou candidato a administrar bem São Paulo. Mais tarde a gente vê", disse.  Serra, na entrevista que deu ao sair da reunião nacional do PSDB,  evitou falar sobre a polêmica em torno da emenda que prorroga até 2011 a vigência da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), em tramitação no Senado. "O assunto da CPMF está na alçada da bancada do partido no Congresso. Não estou debatendo essa questão publicamente", afirmou Serra.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleiçõespresidência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.