André Dusek|Estadão
André Dusek|Estadão

Mais seis senadores declaram voto pelo impeachment de Dilma

Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), Valdir Raupp (PMDB-RO), Paulo Bauer (PSDB-SC), Gladson Cameli (PP-AC), Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) e Omar Aziz (PSD-AM) falaram após o senador Fernando Collor

Isabela Bonfim, Gustavo Porto e Ricardo Brito, O Estado de S.Paulo

12 de maio de 2016 | 00h44

BRASÍLIA - Após um dos discursos mais esperados da noite, o do ex-presidente Fernando Collor (PTC-AL), outros seis senadores declararam voto a favor do processo de impeachment da presidente.

Na sequência, falaram Antonio Carlos Valadares (PSB-SE), Valdir Raupp (PMDB-RO), Paulo Bauer (PSDB-SC), Gladson Cameli (PP-AC), Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN) e Omar Aziz (PSD-AM). Os senadores já haviam declarado voto a favor do impeachment para o Placar do Estadão.

A maior parte deles levou em consideração as questões técnicas do processo, que é a edição de créditos suplementares e operações do crédito com bancos públicos, as chamadas pedaladas fiscais.

Neste momento, já falaram 43 senadores, 33 a favor da abertura do processo de impeachment da presidente, 9 contrários e um voto não declarado, do próprio Collor.

Em seguida, estão inscritos uma série de senadores da base governistas, que já revelaram voto contra o processo, como Lídice da Mata (PSB-BA), João Capiberibe (PSB-AP) e Lindbergh Farias (PT-RJ). 

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.