Mais duas fazendas são invadidas no oeste paulista

Integrantes do grupo que se autodenomina MST da Base, uma dissidência paulista do Movimento dos Sem-Terra (MST), invadiram mais duas fazendas no oeste do Estado de São Paulo na madrugada de hoje. Cerca de 120 militantes, segundo a Polícia Militar, entraram na Fazenda Alvorada,em Iacri, por volta das 3 horas. Outro grupo com cerca de 50 militantes invadiu a Fazenda Dois Irmãos, em Rancharia. Com essas, somam dez as propriedades invadidas por grupos de luta pela terra no chamado "janeiro quente", uma jornada de lutas inspirada no "abril vermelho" do MST. Duas áreas foram ocupadas por uma dissidência do próprio MST da Base.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

21 de janeiro de 2012 | 13h18

Das fazendas invadidas, quatro foram desocupadas após a concessão de liminares pela Justiça em favor dos proprietários. Os movimentos querem a aceleração da reforma agrária na região, principal foco de conflitos fundiários no Estado. O MST da Base protesta também contra a prisão do líder José Rainha Júnior, mantido preso desde abril de 2011. Rainha está sendo acusado, com outras lideranças ligadas a ele, de desviar recursos da reforma agrária. No início deste mês, o ministro Cezar Peluso, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) negou pedido de habeas corpus e manteve os acusados na prisão.

Tudo o que sabemos sobre:
MSTinvasãoTerrasSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.