Mais dois presos na Operação Saúva são soltos

Mais dois presos na Operação Saúva foram soltos na noite de quinta-feira, 17, por determinação do juiz Ricardo Sales. Com os alvarás de soltura para o sargento do Exército Joelson Freitas Jesus e o capitão José Quincas Fernandes, dos 32 presos, no dia 11, pela operação, restam agora 19 detidos no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj).Na quinta-feira, também foram indiciadas outras três pessoas que, segundo a assessoria da PF, têm seus nomes guardados por segredo de Justiça. Estas pessoas foram citadas durante depoimentos de presos na operação.O esquema batizado de Operação Saúva envolveu 32 empresários e funcionários públicos e, entre eles, 10 militares reformados e da ativa acusados de participar de uma quadrilha que fraudava licitações públicas de gêneros alimentícios no Amazonas. As prisões preventivas do dia 11, que foram prorrogadas por cinco dias, terão prazo vencido à meia-noite do próximo domingo. Segundo a assessoria da PF, o delegado responsável pelas investigações, Jocenildo Cavalcante, ainda não definiu se irá pedir alguma prisão preventiva para garantir que alguns presos possam ser reinquiridos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.