Mais dois entram na briga pela candidatura do PT no RS

O prefeito de São Leopoldo, Ary Vanazzi, da corrente Articulação de Esquerda, e o deputado estadual Adão Villaverde, da corrente Construindo um Novo Brasil, vão disputar a candidatura do PT ao governo do Rio Grande do Sul contra o ministro da Justiça, Tarso Genro, que é apoiado pelas correntes Mensagem ao Partido, Democracia Socialista, Esquerda Democrática, Rede e PT Amplo e Democrático. O quadro ficou definido hoje ao final do prazo para inscrições das pré-candidaturas. Tarso está inscrito desde domingo.

ELDER OGLIARI E SANDRA HAHN, Agencia Estado

30 de abril de 2009 | 18h34

Para o ministro, o fato de o PT ter três pré-candidatos não altera o processo de escolha, que prevê uma sequência de encontros municipais, regionais e um estadual, em lugar de prévias. O ministro considerou "natural" que o partido tenha vários nomes, pois também tem visões diferentes internamente. "Meu nome está apenas disponível", afirmou. "Não é um nome de conflito, é de oferta", disse ele, após assinar, em Porto Alegre, a adesão de três municípios - Santa Maria, Caxias do Sul e Santa Cruz do Sul - ao Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci).

Os três candidatos defendem a ampliação da política de alianças do PT e sonham com o apoio de siglas como o PDT e o PTB. O PT gaúcho vai organizar uma série de encontros municipais no final de junho para eleger delegados que escolherão o candidato num encontro estadual extraordinário nos dias 16 e 17 de julho, 14 meses antes da eleição.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2010governadorPTRS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.