Mais 44 cidades paulistas no Comunidade Ativa

A partir desta segunda, 1º de outubro, 44 municípios paulistas serão incorporados ao Programa Comunidade Ativa. Sob coordenação da primeira-dama Ruth Cardoso, o programa atende as cidades mais pobres do Brasil.Em São Paulo, quatro municípios fazem parte do programa desde 1999, quando foi lançada sua fase piloto. A expansão será anunciada pelo governador Geraldo Alckmin, no Palácio dos Bandeirantes, na presença dos 44 prefeitos e do secretário-executivo do Programa Comunidade Ativa, Ludgério Monteiro.O programa não distribui dinheiro. Nem para os municípios nem para a população, como os programas Bolsa-escola e Bolsa-Alimentação. Com assessoria direta de técnicos vinculados ao programa e de um especialista treinado pela Agência de Educação para o Desenvolvimento, cada município cria o seu Fórum de Desenvolvimento Local Integrado e Sustentável. Participam os principais líderes políticos, religiosos e da comunidade.O grupo faz o diagnóstico do município e define prioridades. Os funcionários do governo federal ficam à disposição dos municípios por um período de quatro meses. Além de ratificar a incorporação das 44 cidades paulistas ao programa, o secretário-executivo do programa anunciará a redução da contrapartida municipal. Cai de 20% para 4%.Até o final de 2001, o programa terá investido R$ 7 milhões na capacitação de recursos humanos que serão responsáveis pela condução do processo nos municípios. Em 1999, o programa foi implantado em 157 municípios. Hoje, são 407.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.