Maioria dos governadores é contra mudança na lei penal

A maioria dos governadores ouvidos em uma pesquisa do Estado se posicionaram contra a estadualização da legislação penal do País, o que possibilitaria a existência de penas diferentes em cada região, a exemplo do que ocorre nos EUA. A bandeira foi levantada pelo governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), e é apoiada atualmente por mais sete governadores.Dos 22 governadores que responderam à pesquisa, 55% estão contra a medida e 9% estão indecisos ou não responderam. "O crime não tem fronteiras", critica Teotônio Vilela (PSDB), de Alagoas. "Se houver a estadualização, os criminosos se deslocarão para os espaços onde a legislação é mais amena."Entre os governadores que apóiam a proposta, estão Eduardo Braga (PMDB), do Amazonas, José Roberto Arruda (PFL), do Distrito Federal, Alcides Rodrigues (PP), de Goiás, Ivo Cassol (PPS), de Rondônia, Ottomar Pinto (PSDB), de Roraima, Luiz Henrique Silveira (PMDB), de Santa Catarina, e Marcelo Miranda (PMDB), do Tocantins.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.