Maior terremoto ocorrido no Brasil foi no RN

Todos os anos, centenas de pequenos tremores chacoalham o Brasil. Não causam danos e passam quase despercebidos, porque são de pequena magnitude - de 2 a 3 pontos na escala Richter -, ou ocorrem em áreas desabitadas. Alguns, noentanto, ganham notoriedade.É o caso do sismo que atingiu o município de João Câmara (RN), a 80 quilômetros de Natal, quecompleta amanhã 16 anos (ocorreu em 30 de novembro de 1986). O tremor atingiu 5,3 na escala Richter, danificou cerca de 4 mil casas, espalhou o pânico na cidade e atraiu sismólogos de todo oPaís.Depois disso, milhares de microterremotos foramregistrados no município, sem maiores conseqüências. Um dos maiores tremores, no entanto, passou quase despercebido. Ocorreu em janeiro de 1955, em Porto dos Gaúchos,a 300 quilômetros de Cuiabá, no Mato Grosso.O sismo atingiu 6,3 na escala Richter. Se fosse em área povoada, teria causado estragos. Em 1993, por exemplo, um abalo de 6,4 pontos, ocorridona Índia, causou 21 mil mortes. Em 1998, um outro terremoto foi registrado em Porto dos Gaúchos, dessa vez de menor magnitude: 5,2.Outros tremores de magnitude média: Tubarão (SC), 5,5 pontos, em 1939; Oceano Atlântico (ES), 6,6 pontos, em 1956; Pacajus (CE), 5,2 pontos, em 1980; Codajás (AM), 5,5 pontos, em 1983; e Oceano Atlântico (RS), 5,2 pontos, em 1990.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.