Maia quer que reajuste da tabela do IR venha por projeto

O presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), sugeriu hoje que o governo encaminhe como projeto de lei - e não como medida provisória - a proposta de reajuste da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). O governo já chegou a anunciar que trataria do tema por MP. A correção proposta pelo governo é de 4,5%.

EDUARDO BRESCIANI E DENISE MADUEÑO, Agência Estado

09 de março de 2011 | 18h36

"A nova tabela é importante para o Brasil. Assim que chegar o projeto ou MP nós vamos tratar disso. Seria melhor se chegasse por projeto porque permitiria votar mais rapidamente", disse Maia.

O formato sugerido pelo presidente da Câmara é o mesmo adotado no caso do salário mínimo. Para que o projeto do IR pudesse furar a fila de medidas provisórias seria necessário, porém, a inclusão de outro tema que não pudesse ser editado como MP.

Código Florestal

Maia voltou a defender a votação ainda neste mês do projeto do Código Florestal. Ele destacou que uma câmara de negociação entre ruralistas e ambientalistas já foi instalada para tentar buscar um acordo. Maia, no entanto, reconheceu que esta votação só deverá acontecer se houver consenso. "Não vejo possibilidade que se vote se não houver acordo. Tanto os ambientalistas quanto os ruralistas têm força para não deixar votar", afirmou.

Mais conteúdo sobre:
tabelaIRreajusteprojetoMPMaia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.