Maia promete votação imediata do Código Florestal

O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), avaliou na manhã de hoje que a votação do Código Florestal foi um avanço significativo e prometeu que, assim que a proposta for apreciada pelo Senado Federal, irá esforçar-se para que ela seja imediatamente votada pela Câmara Federal. A presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), senadora Kátia Abreu (PSD-TO), disse hoje que o novo texto deve ser votado no plenário do Senado Federal no dia 22 de novembro. "Assim que for votado no Senado Federal, imediatamente vai à votação na Câmara dos Deputados", assegurou o deputado federal.

GUSTAVO URIBE, Agência Estado

25 de outubro de 2011 | 15h50

Antes de ser apreciado em plenário, no Senado Federal, o Código Florestal irá ser debatido pelas comissões de Agricultura e Reforma Agrária e de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle. A proposta foi aprovada pelos deputados federais com pontos polêmicos, como o que permite aos governos estaduais legislar sobre a conservação de áreas rurais. Após passar pelo Senado Federal, ela irá ser votada novamente pela Câmara dos Deputados. A presidente Dilma Rousseff já deu indicações de que deverá vetar alguns artigos da proposta. O presidente da Câmara dos Deputados participou hoje, ao lado do vice-presidente Michel Temer, da abertura do 22º Congresso Brasileiro de Avicultura, na capital paulista.

Galinha

Em discurso, o petista arrancou risos da plateia ao confessar que, na infância, odiava a "tal carne de galinha". Segundo ele, a sua família vivia em condições bastante humildes e não era toda semana que se comia carne de vaca. "A gente comia a carne de galinha porque era mais em conta." O presidente da Câmara dos Deputados afirmou, contudo, que hoje admira a carne de frango e o setor da avicultura que, segundo ele, conseguiu agregar tecnologia e desenvolvimento à produção. "Apesar de ter comido muita carne de galinha, eu hoje admiro bastante a carne de frango", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
código florestalCâmaraMarco Maia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.