Maia evita comentar denúncias contra Henrique Alves

O presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), evitou nesta segunda-feira se posicionar sobre as denúncias de suposto uso irregular do mandato pelo deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), candidato à presidência da Casa. "Todos os casos têm que ser analisados, caso a caso. Não há um impedimento que o parlamentar gaste a verba utilizada para seu escritório, onde ele queira gastar. Se isso é feito de forma regular, de forma natural e o serviço foi prestado, não há nenhuma crime", disse o petista.

EUGÊNIA LOPES, Agência Estado

21 de janeiro de 2013 | 19h56

Maia defendeu a investigação de "qualquer denúncia". "É óbvio que se há uma irregularidade, alguma prática ilegal, precisa de fato ser investigada", afirmou.

Em campanha pela presidência da Câmara, Henrique Alves disse que "fazem parte do jogo" as denúncias de irregularidades que estão sendo feitas contra ele. "Faz parte do jogo e é nosso dever esclarecer esses questionamentos. Não considero acusações. São questionamentos naturais desse processo", disse o deputado, que faz um périplo esta semana por três capitais do Nordeste (Recife, Fortaleza e Salvador) para pedir votos para sua eleição, no dia 4 de fevereiro, para a presidência da Câmara.

Tudo o que sabemos sobre:
Henrique AlvesdenúnciasMaia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.