JF DIORIO/ESTADÃO
JF DIORIO/ESTADÃO

Maia e Eunício articulam pauta de segurança pública que aumenta punição a infratores

Presidente da Câmara diz que agenda terá como foco o cidadão, não as 'corporações', como a Polícia Militar e as Forças Armadas

Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo

01 Agosto 2017 | 14h32

BRASÍLIA - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta terça-feira, 1, que combinou com o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), a construção de uma pauta conjunta na área da segurança pública para ser votada pelo Congresso Nacional. Maia afirmou que a pauta terá como foco o cidadão, e não o fortalecimento das corporações, pois isso, segundo ele, não é prioridade nesse momento.

O presidente da Câmara disse ainda que a pauta da segurança terá projetos que já tramitam na Câmara e Senado e que modernizem as leis e aumentem a punição para infratores. "Para que o cidadão possa se sentir, não apenas naquilo que cabe à Polícia Militar e às Forças Armadas, no caso do Rio de Janeiro, mas também uma parte da legislação que cabe ao Congresso", afirmou o preMaisidente da Câmara durante a entrevista. 

"Vamos construir uma pauta na área de segurança que foque o cidadão, não que foque o fortalecimento das corporações. Acho que não é hora desse debate. Não é prioridade nesse momento", afirmou o parlamentar fluminense em entrevista coletiva após café da manhã com Eunício e líderes da base aliada na Câmara. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, também participaram do café.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.