Maia diz que Alckmin deve usar a tática de Calderón

Em um vídeo gravado para a internet e divulgado nesta terça-feira em seu ex-blog, o prefeito do Rio de Janeiro, Cesar Maia (PFL), voltou a criticar a postura do candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, considerando-a pouco agressiva.Desta vez, o prefeito carioca usou o exemplo do candidato conservador - até agora vitorioso - à Presidência do México, Felipe Calderón, para incitar o presidenciável tucano a "aquecer" a campanha, concentrando fogo na figura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)."(Calderón) Começou lá em baixo, com 14%, 15%. (Andrés Manuel López)Obrador já tinha 41%, 42%. Ele iniciou uma campanha dura, negativa, dissecando o (esquerdista) López Obrador e o populismo dele. Trouxe especialistas em propagandas desse tipo - seus comerciais são impecáveis e servem de exemplo para uma campanha que nós, que o Alckmin precisa fazer", diz o prefeito do Rio, no vídeo.Maia lembra que, até agora, a melhora do nome de Alckmin nas pesquisas de intenção de votos foi fruto da desistência de outros candidaturas e não da perda de votos do presidente Lula para o tucano. "Tudo aquilo que ele (Alckmin) conseguiu foi trocando. A soma de todos os candidatos fora o Lula é a mesma: 37%, 38%. O Lula está lá e precisa ser alvejado. Calderón nos ensinou. Alckmin tem que aprender", finaliza.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.