Maia assume Presidência por 7 horas

Enquanto a presidente Dilma Rousseff desembarcava em Moscou, para uma visita de três dias à Rússia, três presidentes interinos se reuniam na Base Aérea de Brasília para o registro deste "momento histórico". Os presidentes da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), e do Senado, José Sarney (PMDB-AP), fizeram questão de ir à Base Aérea, às 19 horas, para se despedir do presidente em exercício, Michel Temer, que embarcou para Lisboa, a fim de participar das comemorações do "ano do Brasil em Portugal". Estavam acompanhados dos ministros peemedebistas das Minas e Energia, Edison Lobão, e do Turismo, Gastão Vieira, e do ex-ministro do Meio Ambiente Sarney Filho.

TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

12 de dezembro de 2012 | 21h13

Marco Maia tomou posse na Presidência, cargo que irá exercer por sete horas e ainda cumprirá agenda na Câmara dos Deputados na noite desta quarta-feira (12). Às três da manhã, está previsto o seu embarque para o Panamá, onde cumpre agenda de dois dias, iniciando pela visita à sede do Parlatino e, depois reunião com o presidente panamenho Sergio Galvez.

Com o embarque de Marco Maia para o Panamá, José Sarney, automaticamente, se tornará presidente da República, retornando ao Planalto, depois de 22 anos para se sentar na cadeira presidencial. A manobra foi um gesto de cordialidade do Planalto para homenagear Sarney, em um momento que o governo precisa do apoio dele para conter diversos problemas no Congresso, entre eles, a tentativa de derrubada à partilha dos royalties do petróleo.

Sarney promete ser o mais discreto possível em sua passagem pelo Planalto e já avisou à assessoria da Presidência que pretende apenas cumprir o rito determinado pela Constituição, sem assinar qualquer tipo de ato ou fazer algum tipo de cerimônia. Ele marcou sua chegada ao Planalto para às 10 horas da manhã de quinta-feira (13). Sarney permanecerá no cargo até sábado à noite, quando Temer deverá desembarcar em São Paulo.

A presidente Dilma, por sua vez, chega ao Brasil, na madrugada de sábado para domingo, e desembarca em Fortaleza, onde, no fim do dia, inaugura o Castelão, primeiro estádio a ficar pronto para a Copa das Confederações.

Tudo o que sabemos sobre:
MaiapresidênciaSarney

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.