Maguito denuncia hoje pressões do governo a favor de Temer

O tom do discurso que o presidente em exercício do PMDB, senador Maguito Vilela, fará hoje às 15h30, na tribuna do Senado, foi definido em reunião nesta manhã, entre ele, o governador de Minas Gerais, Itamar Franco, o ex-governador de São Paulo, Orestes Quércia, e o vice-governador de Minas, Newton Cardoso. Maguito Vilela, segundo assessores do PMDB, pretende denunciar o peso da máquina do governo federal em favor da candidatura do deputado Michel Temer (PMDB-SP) à presidência do partido. Maguito, segundo assessores, deverá apontar casos em que convencionais do PMDB foram pressionados a votar a favor de Temer.Itamar adia reuniãoO governador de Minas Gerais, Itamar Franco, não vai mais se reunir com líderes regionais do partido. A reunião estava prevista para as 17 horas. A decisão foi tomada depois de uma série de encontros que Itamar teve hoje em Brasília com Maguito Vilela, o presidente do diretório regional do partido em São Paulo e ex-governador Orestes Quércia, o senador e ex-governador de Goiás, Iris Rezende, e o ex-ministro e ex-embaixador do Brasil em Portugal, José Aparecido. No encontro ficou decidido que a melhor estratégia neste momento para tentar reverter o crescimento da adesão à candidatura do deputado Michel Temer à presidência do partido é Itamar percorrer os Estados em busca de apoio à candidatura de Maguito Vilela à presidência do PMDB. Ainda hoje Itamar Franco irá ao Piauí para conversar com o governador.Hoje, também, foi cancelada a reunião da Comissão Executiva Nacional do PMDB, marcada para as 12h30.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.