Mãe de piloto da Fórmula 1 é presa acusada de grilagem

Entre as 15 pessoas que já foram detidas acusadas de participar de um esquema de grilagem de terras em São Desidério (BA), está, além do publicitário e empresário Marcos Valério, preso com três sócios em Belo Horizonte, a mãe do piloto de Fórmula 1 Luiz Razia, a ex-tabeliã do município de Barreiras, vizinho de São Desidério, Ana Elizabete Vieira Santos.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

02 de dezembro de 2011 | 13h43

A Polícia Civil baiana, em conjunto com o Ministério Público da Bahia e de Minas Gerais, cumpriu 23 mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão expedidos pelo juiz da comarca de São Desidério, Gabriel Moraes Gomes, a pedido do MP, em três Estados (Minas Gerais, Bahia e São Paulo). As investigações duraram 17 meses. São dez presos na Bahia, quatro em Minas e uma em São Paulo - o empresário Marcus Vinícius Rodrigues de Martins.

Os suspeitos, empresários, advogados e funcionários de órgãos públicos da Bahia, são acusados de falsificação de documentos públicos, falsidade ideológica, corrupção passiva e ativa e formação de quadrilha. Eles teriam montado um esquema de registro de imóveis inexistentes, que eram dados como garantia de transações financeiras. Os quatro presos em Minas e o preso em São Paulo devem chegar à Bahia ainda hoje, onde vão prestar depoimento.

Tudo o que sabemos sobre:
Marcos Valérioprisãogrilagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.