Lula:faltam 23 dias para decidirmos se queremos mudar SP

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aproveitou um ato de campanha ao lado do candidato do PT ao governo do Estado de São Paulo, Alexandre Padilha, para criticar o atual governador e candidato à reeleição Geraldo Alckmin (PSDB). Segundo o ex-presidente o atual governador, o tucano nunca tem uma posição firme sobre as coisas. "pergunta para o Alckmin qualquer coisa: ele não tem posição, é como se fosse uma comida insossa", disse. "por isso quando disputou comigo em 2006 foi apelidado de chuchu", afirmou.

CARLA ARAÚJO E VALMAR HUPSEL FILHO, Estadão Conteúdo

13 de setembro de 2014 | 16h36

Lula lembrou que faltam 23 dias para as eleições e disse para os militantes que esse é o prazo para "decidir se queremos mudar a história de São Paulo", afirmou. Destacando que o PT já governou diversas cidades no estado, Lula afirmou que chegou a hora de conseguir vencer a eleição estadual. "precisamos ganhar o estado", disse.

O ex-presidente fez críticas à gestão do tucano, disse que "parece que o crime organizado cuida de São Paulo" e afirmou ainda que muitas das obras que o povo vê em São Paulo só foram realizadas graças a ajuda do governo federal, como o Rodoanel.

Lula participou na manhã deste sábado, 13, de uma caminhada ao lado dos candidatos petistas Alexandre Padilha e Eduardo Suplicy e também do prefeito Fernando Haddad. O ex-presidente também fez pedidos de voto ao senador Suplicy e disse que ele "é uma garantia nossa lá no Senado".

Durante uma parte do percurso, o ex-presidente entrou em algumas lojas, parou para tomar um café e tirou fotos com a população. Depois, Lula e seus correligionários terminaram o percurso em cima de um carro de som.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesLulaSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.