Lula volta a reclamar de 'aves de mau agouro' do País

Presidente critica novamente a imprensa e diz que vale a pena enfrentar 'descrédito dos críticos'

LEONENCIO NOSSA, Agencia Estado

05 Setembro 2007 | 14h59

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a reclamar das "aves de mau agouro", que não querem que as coisas dêem certo ao País. Ao lançar o ProJovem, programa unificado para jovens de 15 a 29 anos, no Museu da República, em Brasília, Lula disse que vale a pena enfrentar o descrédito dos críticos.   Veja Também:   PAC da Juventude destinará R$ 5,4 bi a jovens 'excluídos'   "Há uma revoada de aves de mau agouro que não querem que as coisas dêem certo neste País", afirmou. "O Estado tem de cuidar de quem tem necessidade, pois há uma parte da sociedade que Deus abençoou", acrescentou.Em agosto de 2005, numa viagem a Quixadá, no Ceará, no auge do escândalo do mensalão, Lula acusou a imprensa e a oposição de serem "aves de mau agouro". Nesta quarta-feira,5,  ele não comentou questões políticas. No discurso improvisado ele fez uma defesa da política social do seu governo, ressaltando a importância de programas como o ProJovem, para a redução do número de excluídos.   "O grande problema que enfrentamos quando pensamos numa política que não existe, é que aparecem os pessimistas, que dizem que isso não vai dar em nada, que não vai dar certo.Referindo-se diretamente ao programa ProJovem, Lula disse que alguns avaliam que o governo deveria investir apenas em crianças, pois adolescentes em situação de risco já estariam perdidos. Para o presidente, os jovens precisam ter o direito de voar e que a visão dos que criticam investimentos em programas de capacitação de pessoas nessa faixa etária é pequena. 

Mais conteúdo sobre:
Lulareclamação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.