Lula volta a pedir vaga permanente na ONU

Mesmo após a derrota na indicação da ministra Ellen Gracie para um cargo na Organização Mundial do Comércio (OMC), o presidente Lula manteve elevada a ambição da diplomacia brasileira. Em discurso de brinde ao presidente do Usbequistão, Islam Karimov, Lula voltou a defender ontem mudanças no Conselho de Segurança da ONU e um assento permanente para o Brasil no organismo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.