Lula volta a elogiar política econômica

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a elogiar a política econômica do seu governo no discurso que fez em Itajaí, ao participar da cerimônia alusiva às obras de ampliação do Porto de Itajaí. "O Brasil finalmente está afirmando ao mundo que não vamos mais viver à base de milagres econômicos. Duvido que alguma outra vez o Brasil tenha tido tanta confiabilidade", disse o presidente. Lula destacou todos os benefícios que o governo federal levou para Santa Catarina, como o Programa Universidade para Todos (Prouni), Projovem, Bolsa Família, Programa Nacional de Agricultura Familiar (Pronaf) e o programa Luz para Todos. Ao final do discurso, o presidente disse que espera voltar a Itajaí, quando as obras do porto estiverem totalmente concluídas. Manifesto solitárioLula foi recebido por cerca de 500 pessoas, portando bandeirinhas do Brasil. Um único manifestante, carregando um cartaz com adjetivos como "ignóbil" e "demagogo" surpreendeu os organizadores. Silvino Kanzler de 25 anos de idade, levantou o cartaz no momento em que o presidente discursava, no meio dos populares, próximo ao palanque. Imediatamente, o cartaz foi retirado por populares, o manifestante levou umas bandeiradas na cabeça e os seguranças o retiraram do local. Kanzler disse que já foi do PT, mas que agora vai militar no PSOL. Ele disse que não chegaram a machucá-lo e chamou os que participaram da cerimônia de "vendidos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.