Lula volta a cobrar pressa dos ministros

Diante da aparente paralisia do governo federal, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva reuniu hoje 11 ministros e voltou a pedir pressa na execução dos projetos sociais e de infra-estrutura. Segundo o ministro das Comunicações, Eunicio Oliveira, foi "muito mais uma reunião de cobrança, de mão na mesa, de gerenciamento de recursos".O presidente quis saber como andam os projetos de cada ministério e quais os problemas vêm enfrentando para a liberação de recursos. Eunício disse que o presidente lembrou que o governo tem até junho para fazer convênios e "para gastar dinheiro com investimento".Conforme relato do ministro, o presidente quis saber como anda, na área de telecomunicações, o projeto que pretende usar recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) para levar a internet em banda larga a escolas, bibliotecas, hospitais e delegacias de polícia, por exemplo. O edital de licitação do projeto está sendo elaborado pelo ministério e pela Anatel. Os recursos do Fust já somam cerca de R$ 2,9 bilhões mas, para este ano, está prevista a liberação de apenas R$ 40 milhões. O ministro disse que o presidente mostrou a preocupação de concentrar estes recursos em ações de impacto para que não sejam diluídos em vários municípios.Segundo ele, também ficou decidida a liberação de mais R$ 18 milhões para o programa governo eletrônico, que se somaria aos R$ 68 milhões já aprovados para este ano. Com isso, seria possível, segundo Eunício, aumentar de 3,5 mil pontos para 4,5 mil pontos de atendimento do serviço que propõe levar a internet em banda larga às escolas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.