Lula visita Baixada Fluminense para liberar verbas

Sem a companhia da governadora Rosinha Garotinho (PMDB), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva visita hoje a Baixada Fluminense, onde vai liberar R$ 100 milhões em verbas para a saúde num ato público programado para ter pelo menos 15 mil pessoas, em Queimados, e com jeito de início da campanha da reeleição. A governadora, que ontem de manhã afirmara que não iria ao evento por não ter sido convidada, informou à tarde que, apesar de ter sido recebido o convite formal por volta de14h, não compareceria porque o aviso chegara "muito tarde" e ela não poderia desmarcar compromissos. Segundo o Palácio Guanabara, Rosinha não tem agenda oficial nesta sexta-feira, feriado na capital, por causa do Dia de São Sebastião, padroeiro da cidade, mas tem programação privada."Sempre me colocam nessa saia-justa", disse Rosinha, segundo assessores. Ela é mulher do secretário de Governo e Coordenação do Rio, Anthony Garotinho, pré-candidato a presidente pelo PMDB. Outro problema levantado pela assessoria foi que o convite era assinado pelo ministro da Saúde, Saraiva Felipe, não pelo presidente Lula. Representará o Estado no evento o secretário de Saúde do Estado, Gilson Cantarino. Três funcionários do governo estadual tinham chegado a discutir detalhes da solenidade com representantes das prefeituras de Queimados e de Nova Iguaçu e da Presidência da República. O governo estadual explicou que ocorreu porque Cantarino já tinha recebido o convite e iria.O ambiente de constrangimento entre Estado e União, e disputa política provinciana, cercam o evento desde a semana passada, quando o prefeito de Nova Iguaçu, Lindberg Farias (PT), revelou ao Estado a intenção de fazer um grande ato político para liberação das verbas. Ligado a Garotinho, o prefeito da vizinha cidade de Duque de Caxias, Washington Reis (PMDB), disse que não iria, alegando não ter sido convidado. Disse também que, se fosse chamado, não iria, por considerar "farelo do bolo" a quantia de R$ 1,6 milhão a ser liberada por Lula para seu município. Organizadores do evento contavam ontem com a presença dos prefeitos de Nova Iguaçu, Queimados, Paracambi, Japeri, Mesquita, Nilópolis, Magé, Itaguaí e Guapimirim. Havia dúvidas sobre o comparecimento dos prefeitos de São João de Meriti e Seropédica. Esperava-se a ausência dos prefeitos de Duque de Caxias e Belford Roxo.Pela programação, o presidente estará de manhã em Queimados para liberar as verbas para retomada de obras do hospital da cidade e para ampliação de postos de saúde. À tarde, Lula vai a Xerém, na vizinha Duque de Caxias, para visitar o campus do Inmetro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.